O que é Anemia? Conheça e previna-se!

O que é anemia?

A anemia é um distúrbio do sangue caracterizado pela diminuição da quantidade de hemoglobina.

Ou seja, o pigmento que confere cor aos glóbulos vermelhos, cuja função é transportar oxigênio dos pulmões para todas as células do corpo.

Essa diminuição pode ser resultante da perda súbita de sangue como também da diminuição da hemoglobina se instala de forma mais lenta e geralmente progressiva, sendo produto de variadas causas.

A diminuição da hemoglobina determina déficit de oxigênio principalmente no sistema nervoso central, o coração e os músculos.

A anemia é a doença crônica de maior freqüência em todo o mundo, contudo é de fácil tratamento, visto que, na maior parte dos casos, está relacionada com a deficiência de ferro.

Causas e sintomas

A anemia pode gerar os seguintes sintomas:

  • Fadiga generalizada,
  • Batimentos cardíacos acelerados,
  • Apatia, falta de apetite e palidez, tanto na pele quanto na parte interna dos olhos e nas gengivas, entre outros sinais clínicos menos freqüentes.
  • Pessoas com anemia por deficiência do ferro, ou ferropriva, podem apresentar perversão do apetite, com desejo de comer terra ou tijolo.

A anemia pode ser hereditária ou adquirida.

Hereditária: tem como causa defeitos genéticos que alteram a formação dos glóbulos vermelhos.

Adquiridas: provêm de diversos fatores que interferem na produção de glóbulos vermelhos e/ou da hemoglobina, como deficiência de vitamina B12, uso constante de medicamentos e doenças da medula óssea, mas principalmente da carência de ferro.

Exames e diagnósticos

Decerto há um conjunto de sintomas e o exame clínico que apontam para a hipótese de anemia, mas para a confirmação do quadro é necessário a realização de alguns exames laboratoriais.

Entre eles o clássico hemograma, que faz a contagem dos elementos constituintes do sangue e analisa sua morfologia.

Prevenção

Finalmente a prevenção, esta basicamente consiste no consumo cotidiano de alimentos que naturalmente forneçam esses nutrientes e de produtos enriquecidos com eles.

As melhores fontes de ferro são as de origem animal, como as carnes em geral e o fígado, também ricos em vitamina B12.

As de origem vegetal, bem como o feijão e a lentilha, devem ser ingeridas com alguma fonte de vitamina C, para que o mineral fornecido por elas seja mais bem aproveitado pelo organismo.

O ácido fólico, por sua vez, está presente em alimentos como espinafre, feijão branco, aspargos, verduras de folhas escuras, soja e derivados, laranja, melão e maçã.

 

Finalmente, nossa grande dica é sempre o acompanhamento e checkups regulares. Por isso, antes de mais nada, Cuide-se!

De conformidade com nossa ideia de cuidado e prevenção, convidamos você a conhecer os melhores planos de saúde do mercado com preços acessíveis em nossas páginas: Melhor convenio medico , Convenio médico em SPBradesco Planos de saúdePlanos de saúde para empresaPlanos de saúde nacionais.

Não deixe de Falas Conosco através de nossos canais.

 

Fonte: App: Doenças Dicionário

Você já fez seu exame de dosagem do ácido úrico?

dosagem do ácido úrico

O exame de dosagem do ácido úrico avalia as quantidades dessa substância no sangue. O ácido úrico é um subproduto das purinas, compostos encontrados nas células do corpo, incluindo o DNA.

 Quando as células envelhecem e morrem, elas se quebram, liberando purinas para o sangue. Em menor grau, as purinas podem vir a partir da digestão de certos alimentos, como fígado, anchova, feijão e ervilha, ou da ingestão de bebidas alcoólicas, principalmente cerveja. 

O ácido úrico é removido do corpo através dos rins e é excretado principalmente na urina, sendo que uma parte também é eliminada nas fezes. Se o corpo está produzindo grandes quantidades de ácido úrico ou ele não está sendo corretamente excretado, ocorre a chamada hiperuricemia. Altos níveis de ácido úrico no sangue podem causar gota ou se depositar nos rins, causando a formação de cálculos ou insuficiência renal. 

A dosagem de ácido úrico no sangue pode ser feita para:

  • Diagnosticar gota
  • Checar se o cálculo renal está ocorrendo devido ao acúmulo de ácido úrico
  • Acompanhar pacientes que estão fazendo quimioterapia ou radioterapia. Esses tratamentos destroem as células cancerígenas, que podem liberar purinas e ácido úrico no sangue.

Para o exame de ácido úrico é necessário um jejum mínimo de três horas antes da coleta de sangue. 

Para saber como fazer esse e outros exames, conheça os melhores planos de saúde do mercado com preços acessíveis aqui em nosso site

Cuide-se!